SPORT – 1977/1979

 

MIURA SPORT  –  1977/1979

MIURA SPORT II – 1980/1985

logomiuraclubegauchoII

miurasportgreebleII3d

197779

 

              MIURA SPORT 1977  –  (Protótipo usado para os testes)

 

                            Lançamento do Miura    –   14 maio 1977   –

                    MIURA SPORT 1977 – (Primeiro miura a sair da linha de produção)   

                       MIURA  SPORT  1978  – com seus dois modelos de capô

                                                                           MIURA SPORT  1979

                                 MIURA  SPORT  1979  –  MTS 1.6

 

 Miniatura do Miura  77 (escala 1/43) da coleção “Carros Inesquecíveis do Brasil” da editora Planeta DeAgostini. (ed. 41 – lançada em NOV 2013).

o ” Miura-modelo”  usado para o escaneamento foi o de núm. 10 de propriedade do sr. Flávio ( Miura Clube RJ)

Miura 77 1-43

 

3 - P1060904

 

Jonal Extra – Carros Nacionais 2 – Miniatura Miura 1977

Miura 77 Extra

Miura Sport

Notas:

  • O Miura amarelo, placas AC 4255 (foto), era um protótipo usado para os testes (notem que ele não tem sinaleira e pisca diant). Como era muito pesado e ainda faltavam algumas modificações, posteriormente foi desmanchado.
  • Foram fabricadas apenas 18 (dezoito) unidades do ANO e MODELO 1977 (conforme pesquisa realizada (chassi 10.001 a 018) e notícia do jornal Folha da Tarde, 27/10/1977) – O núm. 21 é  ano 77/ modelo /78 (informação confirmada – ela está desmontada no teto de uma oficina no RJ) . .
  • Atualmente (2014) existem, que se tem confirmação,  apenas 08 unidades do ano/mod. 77, os números 02, 04, 08, 10, 12, 14, 16 e 17 de fabricação.  * A de núm. 014  está na Bolívia ( * infelizmente em estado lamentável – destruída). * núm. 08 (falta foto)
  • Segundo pesquisa realizada, foram fabricados 96 (noventa e seis) Miuras Sport MODELO 78 (chassi 10.019 a 114) e 328 (trezentos e vinte e oito) Miuras Sport MODELO 79 (chassi 10.115 a 442).
  • Os primeiros Miuras (18) – ano/mod 77 – foram fabricados no prédio da Av. Dona Margarida, 333, POA/RS. Após o sinistro (final de SET/77), a ALDO AUTO CAPAS passou para as novas instalações, bem mais amplas, à rua Sertório, 119, próximo a ponte (Ercílio Dias) do rio Guaíba, bem como passou a fabricar o mod. com o selo 78 e suas respectivas modificações.
  • O primeiro Miura fabricado foi destruído por colisão (fonte: sr. Itelmar Gobbi).
  • O que diferencia o 77/ 77, e alguns raríssimos 77/78, dos demais modelos SPORT é seu capô inteiro (com bigode), teto baixo e  painel em 3 módulos (este, presente só no ano 77).
  • Os modelos 77, 78 e 79 são os únicos SPORT com vidro traseiro curvo ( total de 442 unidades produzidas entre  77 e 79), ficando o motor dentro do habitáculo do carro. Já com a reestilização em 80, o vidro passa a ser reto, ficando o motor separado do interior do carro com a tampa do motor independente.
  • As lanternas traseiras dos modelos Sport eram exclusivas. No mod 77 não possuiam luz de ré (incorporadas a partir de 78).
  • Os SPORT 77 tinham retrovisor somente no lado esquerdo (não havia, ainda, a exigência do lado direito – incorporado a partir de 78).
  • Vidros das portas / molduras: ” O modelo utilizado pela revista Quatro Rodas (edição 203 -junho/77) não possuía a moldura, pois, trata-se de um modelo pré-série (fonte: Miura Clube RJ)”.
  • Os modelos SPORT possuiam os pedais reguláveis (em distância – cerca de 15 cm)(opcional).
  • Os mod. SPORT tem cinto de segurança tipo “abdominal”.
  • Em Nov de 1978 era apresentado, no Salão do Automóvel, o Miura Sport com motor do Passat TS.
  •  o Miura Sport de núm. 014 está na Bolívia (infelizmente, em estado lamentável)

 1977  e  1978

Motor  ( VW 1.6 AR)

  • Posição: traseira c/ 4 cilindros horizontais opostos 2 a 2 (boxer) 
  • Comando e válvulas por cilindro: no bloco, 2 no cabeçote, 2 Cilindrada 1.584
  • Taxa de compressão: 7,2:1 (gasolina)
  • Potência máxima: 65 cv a 4.600 rpm
  • Torque máximo: 12 m.kgf a 3.000 rpm
  • Alimentação: carburação dupla
  • Bateria 12 v/ 48 amp –  Alternador – distribuidor c/ platinado – c/ regulador de tensão ajustável Bosch

Câmbio

  • Marchas e tração: 4, traseira

Freios

  • Dianteiros : a disco
  • Traseiros : a tambor

Direção            

  • Assistência: tração mecânica
  • Escamoteável c/ regulagem de algura elétrica

Suspensão

  • Dianteira: independente, barras de torção longitudinais com estabilizador
  • Traseira: independente, semi-eixos oscilantes com barras de torção e estabilizador

Rodas

  • Pneus: 175/70 R aro 13 ( 1977 / 78)
  • 7 polegadas – furação 4 x 130
  • Mod SCORRO S-36

Dimensões

  • Comprimento: 4,30 m
  • Entre-eixos: 2,40 m
  • Altura: 1,04 m – teto baixo (primeiros 77 – seg. Rev AUTO ESPORTE / abril 77)
  • 1, 14 m ( informações da Rev 4 RODAS / junho 77)
  • Capacidade do tanque: 46 litros
  • Peso: 890 kg

Desempenho

  • Velocidade máxima: 135 km/h
  • Aceleração: de 0 a 100 km/h 23 s

Acessórios e itens de conforto

  • Ar condicionado (opcional)
  • Teto solar Webasto Karmann Ghia (ano 77 / mod 78, em diante -opcional)
  • Vidros elétricos (opcional)
  • Rádio toca-fitas (Bosh ou TKR)
  • Ventição forçada/desembaçador (p/ vidro dianteiro)
  • Pedais com regulagem de distância (opcional)
  • Direção escamoteável com regulagem de altura elétrica

Acabamento interno/externo

  • “Segundo informações da Revista Quatro Rodas (06/77) e do Jornal Zero Hora (15/05/77) feito com o Miura 77/77 (pré-venda), o material utilizado nos bancos e acabamento interior (teto estofado, lateriais e painel)  para este exemplar é o Nylon Korever. Contudo, o Sr. Jones Santana, responsável pelo estofamentos Miuras na época, relatou não ter saído nenhum carro com bancos que não fossem de curvin. Sendo o único local onde se usava o nylon (padrão galaxie) era o teto.
  • Bancos:
  • 77/77: Nylon Kourever ou curvin.
    77/78 – Curvin e/ ou Couro.
  • 78/78 – Curvin, Couro (há indícios de Veludo preto).
    78/79 em diante – Couro ou tecido – Veludo  – . Há indícios de utilização de curvin no painel em alguns desses modelos.
  • Carpetes:
     77/77, 77/78 e 78/78 : Buclê preto
  •  78/79 : Buclê ou *Art Nylon (Tabacow) (com a introdução de outras cores: cinza, bege, verde, grená )
  • Maçanetas internas das portas:
  • 77/77, 77/78 e 78/78 : Manivelas GM (Chevette/Opala/Caravan)
  • 78/79 em diante: Manivelas Walrod  ( vide fotos em CATÁLOGOS / Peças Miuras – reposição / Arquivo )
  • Espelhos retrovisores:
  • mod 77  :apenas lado do motorista (Maverick GT)
  • mod 78/ : dois lados
  • ANO 78 MOD. 79
  • espelho retrovisor tipo “turbina de avião” regulável. 

Bancos

  • 77/77, 77/78 e 78/78 – Modelo com encosto de cabeça baixo e largo
  • 78/79,  – Modelo com encosto de cabeça alto e com logotipo Miura
  • cinto de segurança abdominal 

Painel  77

  • Três Módulos ( *1º módulo – VELOCÍMETRO / 2º mód. CONTAGIROS / 3º mód. TEMPERATURA DO ÓLEO-PRESSÃO ÓLEO-MARCADOR DE COMBUSTÍVEL e AMPERÍMETRO )
  • Teclas de acionamento dos comandos dos faróis, luz interna, faroletes, pisca alerta e ventilador são dispostas (conjunto) no painel do lado esquerdo ; outra tecla, separada, disposta igualmente à esquerda, regula, eletricamente, a altura da direção escamoteável

Painel  78

  • 2 modelos : os primeiros veículos possuiam o painel em Três módulos (77/78); posteriormente (78/78), o painel ficou Inteiro com os marcadores dispostos horizontalmente 
  • Teclas de acionamento (faróis, ventilador…) passaram para o console central, acima da palanca de marchas, ou abaixo do rádio, mantendo a tecla de acionamento da regulagem elétrica da direção, à esquerda no painel

Capô  77 / tampa traseira

  • capô em duas partes: inteiro indo até a linha do para-choque e envolvendo as tampas dos faróis, com acréscimo de uma segunda peça, medindo 15 cm, que cobria os limpadores (conhecida como bigode)
  • tampa c/ vidro curvo fundido na fibra sustentada por 2 amortecedores a gás/hastes deslizantes

Capô  78 / tampa traseira

  • capô: podiam ser de 2 modelos : nos primeiros ainda eram em duas partes (c/bigode)  igual 77; posteriormente, passaram a ser pequenos (peça única) com menor área, deslocado para o centro e acima da linha das tampas dos faróis 
  • tampa c/ vidro curvo fundido na fibra sustentada por hastes deslizantes.
  • ANO 78 MOD. 79
  • tampa do vidro traseiro ainda fundido na fibra.

                   

  1979                       

MOTOR

  • Neste modelo há dois tipos de motorização:
  • VW AR 1.6 
  • VW 1.6 BS – refrigerado a água – MOTOR PASSAT TS ( 1º modelo MTS 1.6) – (esclarecimento fornecido pelo miureiro Sandro/RJ com mais detalhes dos motores BS / BR / MD-270 / AP com seus históricos, no fim da página). sem logotipo MTS na traseira –

MOTOR  ( VW 1.6 AR)

  • Posição: traseira c/ 4 cilindros horizontais opostos 2 a 2 (boxer)
  • Comando e válvulas por cilindro: no bloco, 2 no cabeçote, 2 Cilindrada 1.584
  • Taxa de compressão: 7,2:1 (gasolina)
  • Potência máxima: 65 cv a 4.600 rpm
  • Torque máximo: 12 m.kgf a 3.000 rpm
  • Alimentação: carburação dupla
  • Bateria 12v – 48 amp – Alternador

Câmbio

  • Marchas e tração: 4 marchas tração traseira

MOTOR – PASSAT TS ( WV –  1.6 – BS ) – 1º Modelo  MTS 1.6

  • Posição: invertido, longitudinal e traseira – cilindros:  4 em linha
  • Comando e válvulas por cilindro: no cabeçote, 2
  • Cilindrada :1.588 cm3
  • Taxa de compressão: 10: 1 (gasolina) 
  • Potência máxima: 96 cv a 5.800 rpm
  • Torque máximo: 14,2 m.kgf a 3.000 rpm
  • Alimentação: um carburador de corpo duplo
  • Bateria 12v – Alternador 

Câmbio

  • 4 Marchas e tração traseira c/ caixa de Brasília (longa) 

Rodas

  • Pneus: 185/70 R aro 13
  • 1º modelos eram iguais as da 77 (SCORRO S-36), posteriormente foram fabricadas as novas rodas SCORRO mod conhecido como BOA NOITE
  • furação 4×130 – 7 pol 

Acessórios e itens de conforto

  • Ar condicionado (opcional)
  • Vidros elétricos (opcional)
  • Rádio toca-fitas (Bosh ou TKR)
  • Ventilação forçada
  • Teto solar Webasto Karmann Ghia (opcional)
  • Direção escamoteável 

Painel

  • Disposto horizontalmente  com o acréscimo de um Relógio Analógico

Acabamento interno

  • Bancos: /79 em diante – Couro, Curvin ou tecido (Veludo). Há indícios, também, de utilização de curvin no painel em alguns desses modelos
  • Carpetes: Buclê preto ou Art Nylon (Tabacow) ( com mais cores: verde, cinza, bege, grená,*azul)
  • Maçanetas internas das portas: 78/79 em diante, Manivelas Walrod

Bancos

  • 78/79, 79/79, 79/80 – Modelo com encosto de cabeça alto e com logotipo Miura bordado

Capô  e tampa traseira

  • capô em peça única, centralizado e acima da linha dos faróis
  • tampa com vidro curvo com borracha sustentada por hastes deslizantes

DIFERENÇAS  parte estrutural carroceria e alguns outros detalhes  EM RELAÇÃO  aos mod. 77 e 78

  • Teto aumentado em 3 cm, mais arredondado, passando para 1,17 m
  • Borracha no vidro da tampa traseira (antes era fundido na fibra, inclusive nos primeros modelos 79)
  • Portas (parte externa) com ligeiro detalhe de acabamento
  • Maçanetas (externas) do Alfa Romeo
  • Foram acrescentadas aletas com acabamento feletado, tipo persianas, pretas, nas entradas de ar laterais
  • Capô dianteiro
  • Abertura das tampas dos faróis, antes à vácuo, agora com acionamento elétrico
  • Novo volante, agora fabricado pela Walrod
  • Bateria passa para frente 
  • A tampa do cofre do motor agora com anti-ruído fundido na própria tampa
  • Espelhos retrovisores: nos primeiros modelos 79  eram do tipo “turbina de avião” regulável e nos  dois lados, posteriormente,  passaram a usar  novamente o do Maverick GT
  • Escapamento do motor agora com duas saídas e terminais cromados

 

HISTÓRICO MOTORES 1.6 (ÁGUA) BR / BS / MD-270 / AP fornecido pelo miureiro Sandro/RJ : 

  • “Em 1976, a linha VW viu surgir o Passat TS que se tornaria um ícone
    entre os esportivos nacionais. O Passat TS, diferente das demais
    versões, era equipado com um novo motor, com cilindrada aumentada para
    1.6 e carburador de corpo duplo de fabricação alemã (conforme o amigo
    Luis Felipe descreveu no outro tópico). Logo fez sucesso e mostrava
    excelente desempenho, mesmo quando comparado a concorrentes de
    cilindrada superior e dotados de motores de 6 ou 8 cilindros. A partir
    da linha 1978 o motor 1.6 passou a equipar também a recém-lançada
    versão LSE.

 

  • A partir do lançamento dos modelos movidos a álcool, mesmo as versões
    TS e LSE foram equipadas com motor 1.5. O fato aconteceu pela
    impossibilidade de adaptar o carburador Solex de fabricação alemã para
    o uso deste combustível e isto só foi corrigido em meados de 1982, com
    a introdução dos carburadores de corpo duplo produzidos pela
    Wecarbrás. Portanto, até esta época quem quisesse uma versão TS ou LSE
    com motor 1.6 deveria adquirir a versão movida a gasolina.
  • Diferente do que é dito popularmente e esclarecido pelo amigo Luis
    Felipe, esses motores 1.5 e 1.6 não recebiam a denominação MD e nem AP
    pela VW sendo conhecidos apenas pelas seus prefixos (BR e BS). Estas
    denominações surgiram apenas em setembro de 1982 (mod.83) e 1984 com o
    lançamento do motor MD-270 e AP respectivamente. A identificação do motor utilizado no Passat se dará pela conferência
    da numeração na parte superior do bloco do motor, no seu lado
    esquerdo, junto a bomba de gasolina.Se a numeração(codificação) começar com as letras “BS” acompanhada de
    seis algarismos, trata-se de um motor 1600 a gasolina, se a numeração
    começar com as letras “BR” acompanhada de seis algarismos , teremos um
    motor de 1500cc. (ambos produzidos até agosto de 1982).”
 
fonte: REVISTA 4 RODAS – OFICINA – FEVEREIRO 1977  – protótipo MIURA SPORT
 
 
fonte:  REVISTA AUTO ESPORTE – ABRIL 1977
 
 
fonte: REVISTA 4 RODAS – JUNHO 1977
 
 
REVISTA AUTO ESPORTE  –  SETEMBRO 1978
 
 
fonte: REVISTA 4 RODAS – MARÇO  1979
 
 
REVISTA AUTO ESPORTE – MARÇO 1979
 
 
 
Auto Esporte – NOV 79
 
 
 

 

VEJA TAMBÉM EM : CATÁLOGOS / Peças Miuras-reposição / Arquivo Peças-SPORT

CATÁLOGOS / Peças Miuras-reposição / Arquivo Peças-SPORT / Relação peças

 

 REFERÊNCIAS PARA AVALIAÇÃO DE ORIGINALIDADE (PLACA PRETA) ver em:

Miura Clube RJ   miuraclube.blogspot.com

              

 

 

 

  1. #1 by LUIZ CARLOS on 02/09/2016 - 17:17

    Boa tarde, poderiam me informar onde posso comprar as lanternas traseiras da Miura 80?

  2. #2 by LUIZ CARLOS on 02/09/2016 - 17:16

    BOA TARDE, VENHO RECORRER A VCS, PARA SABER SE PODEM ME INFORMAR ONDE POSSO ADQUIRIR AS LANTERNAS TRASEIRAS DA MIÚRA 80.
    OBRIGADO.

  3. #3 by Renan Zambon on 24/07/2015 - 11:23

    Pra quem é miureiro como nós , aqui esta minha singela homenagem, olhem, comentem e repassem essa homenagem a joia dos pampas.
    http://arquivomaqui.blogspot.com.br/2015/07/serie-automoveis-do-brasil-n1.html

  4. #4 by maikel on 30/04/2015 - 22:20

    hola, disculpe tendra diagrama electrico del miura 1978? lo necesito y no lo consigo

  5. #5 by ilson vagner on 28/03/2015 - 19:55

    gostaria de receber mais informações e imagens do miura x3
    1978 motor 1.6 ar
    grato vagner

(não será publicado)